SEF deteve 12 pessoas em estações de comboio e autocarro em 2018

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A maioria dos cidadãos em situação irregular em Portugal foi detectada na zona centro de Portugal.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, ao longo do presente ano, 12 pessoas em estações de comboio e autocarro portuguesas. Entre os detidos, encontram-se dois suspeitos do crime de auxílio à imigração ilegal, apanhados no norte do país.

De acordo com o SEF, ainda não foi possível associar certas nacionalidades “aos cidadãos detectados em situação irregular” que usam os transportes terrestres, em que o controlo de segurança é bastante menor que em terminais aéreos. A maioria das pessoas vem do “continente africano, asiático e sul-americano”.

Três detidos no norte 
Na zona norte, as acções de fiscalização conduzidas em terminais de autocarros e na estação de comboios da Campanhã levaram à detenção de três pessoas: uma por permanência irregular em Portugal e outros dois por ajuda à imigração ilegal. Dois cidadãos estrangeiros foram notificados para abandonar o território nacional de forma voluntária.

Além do Porto, os terminais rodoviários de Vila Real e de Valença foram alvo de fiscalizações do SEF. A maioria das operações acontece nesta zona: até agora, foram 305.

Onze estrangeiros em situação irregular identificados no metro de Lisboa
Na região de Lisboa e Vale do Tejo e Alentejo, aconteceram três acções. Nas estações de autocarro, duas acções “ocorreram no âmbito de operações desencadeadas a nível europeu, pela EUROPOL”.

Uma terceira fiscalização ocorreu no metropolitano de Lisboa, em colaboração com a PSP. Entre 106 estrangeiros identificados, 11 encontravam-se em situação irregular em Portugal. Um foi notificado e obrigado a abandonar o país; os outros dez foram avisados mas puderam abandonar Portugal voluntariamente.

Nove detidos no centro do país
Os terminais rodoviários de Viseu, Guarda, Coimbra, Leiria e Castelo Branco foram fiscalizados pelos inspectores do SEF. A maioria dos cidadãos em situação irregular em Portugal foi encontrada nesta zona: 48. Destes, nove foram detidos.

Outros “15 foram notificados para comparência no SEF pelo facto de reunirem condições para regularização documental da respectiva situação. 24 foram notificados para abandono voluntário do país, no prazo de 20 dias“, detalha o SEF.

Não foram cedidos dados relativos ao Algarve, Madeira e Açores.

Fonte: Sábado (Leia o artigo completo)

Quer morar em Portugal?

Saiba como a LuResolve pode ajuda-lo no seu plano de imigração.

Agende uma Web Reunião

Whatsapp, Skype, Hangout ou Zoom – VALOR REDUZIDO ATÉ JUNHO

Diga olá!
Precisa de ajuda?
Olá, como posso ajudar?