Flexibilização de entrada brasileiros

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
SET prevê para breve flexibilização das condições de entrada para o mercado brasileiro

SET prevê para breve flexibilização das condições de entrada para o mercado brasileiro

A Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, prevê que as condições de entrada em Portugal para os turistas brasileiros venham a ser flexibilizadas em breve, mas alerta que o governo português está dependente de uma “decisão de âmbito europeu” para proceder a essa flexibilização.

“Estimo que, muito em breve, se as coisas evoluírem de forma favorável, possamos ter uma flexibilização das condições de entrada, nomeadamente para o mercado brasileiro”, afirmou Rita Marques, após a 7.ª reunião do Gabinete de Crise da Organização Mundial do Turismo (OMT), que decorreu esta quarta-feira, 9 de dezembro, em Lisboa.

Na conferência de imprensa que sucedeu a reunião, a secretária de Estado do Turismo foi questionada por um jornalista brasileiro sobre o levantamento das restrições que ainda existem às viagens para fora de território europeu e que apenas permitem ligações aéreas em condições especificas para países como o Brasil, e garantiu que Portugal está empenhado nessa flexibilização, estando inclusive em diálogo com o governo brasileiro, ainda que a resolução do problema esteja mais dependente das recomendações europeias.

“Portugal faz parte, como sabemos, da União Europeia e, portanto, as viagens para lá da Europa estão condicionadas, justamente, à luz das recomendações e das orientações que recebemos da União Europeia”, afirmou Rita Marques, explicando que a “decisão do governo português dependerá sempre de uma decisão de âmbito europeu”.

Apesar disso, Rita Marques, mostra-se confiante que essa flexibilização chegue “muito em breve”, ainda que admita que “será provavelmente difícil” de resolver até ao Natal e considera que este tema “poderá ganhar uma nova oportunidade” pelo facto de Portugal ter atualmente a presidência do Conselho Europeu.

A governante defendeu ainda a importância do mercado brasileiro em Portugal, que tinha apresentado “um crescimento muito relevante no ano de 2019”, garantindo, por isso, que foi com “muita pena” que assistiu à interrupção desse crescimento, que quer recuperar rapidamente.

Quer morar em Portugal?

Saiba como a LuResolve pode ajuda-lo no seu plano de imigração.

Agende uma Web Reunião

Whatsapp, Skype, Hangout ou Zoom – VALOR REDUZIDO ATÉ JUNHO

Diga olá!
Precisa de ajuda?
Olá, como posso ajudar?